Liderança Nua e Crua

Livro-Liderança-nua-e-crua_h250

O livro traz uma reflexão sobre a história da liderança feminina, revelando aspectos essenciais de sua origem e herança cultural. Tal contextualização permite expandir a consciência sobre conceitos que passariam despercebidos, a princípio. Questões veladas, como agressividade, força e independência são sutil- mente iluminadas por Livia, em uma escrita perspicaz e lúcida.

Como a liderança feminina impacta os resultados do negócio?

A partir de uma revisão bibliográfica minuciosa é possível compreender quais são os grandes legados da mulher às organizações: a promoção de mudanças culturais e o equilíbrio entre pessoas e resultados. A intra pessoalidade se torna, pois, uma ferramenta poderosa no mundo corporativo.

A maneira clara e objetiva que conduz a narrativa facilita a elucidação de conceitos importantes. Ao mesmo tempo, Livia promove uma visão prática de como utilizar ao máximo as principais competências relativas ao sucesso nas organizações.

Uma proposta audaciosa se consolida ao longo do livro, sugerindo a confluência harmônica entre as habilidades pertencente a ambos os gêneros. A androginia da liderança esboça o sucesso no futuro das relações de trabalho.

As pesquisas com líderes femininas apontam a sincronicidade: discursos uniformes e arquetípicos. Ao terminar a leitura, parece que a resposta estava à nossa frente o tempo todo. Por várias vezes senti na pele os aspectos citados dos traços femininos na liderança e suas implicações tanto para o bem quanto para o mal.

O texto flui através de uma organização das raízes históricas primeiro, para depois oferecer inúmeras possibilidades vitoriosas para o futuro. Posso dizer que é um livro indispensável para mulheres e homens que buscam uma visão inovadora e audaciosa de liderança.

Lívia nos traz, ainda, uma delicada questão: Como o engajamento pode ser sustentável, quando a liderança é míope e exagerada?

A sociedade tem vivido uma transformação de papéis vertiginosa. Essas mudanças afetam o formato das famílias e reverberam em todos os âmbitos da existência. Em tempos de repensar as atuações pessoais e profissionais, devemos refletir sobre novas formas de criar os vínculos. Assim, aproveitando a complementaridade entre o masculino e feminino, desta forma será possível exercer com maestria nossas competências.

Este livro ilumina questões que nunca deveriam ser silenciadas.

Adriana Fellipelli