QUEM DECIDE?

Existem muitas crenças sobre a lógica do funcionamento cerebral durante o processo de tomada de decisão, incluindo ‘livre arbítrio’, mas, será que você realmente está no controle de suas escolhas? Nesta palestra são tratados os aspectos cerebrais que estão na gênese dos vieses nas heurísticas e outros fatores que interferem na tomada de decisão.

VÍCIOS E VIRTUDES: mudança de comportamento

Através do entendimento do funcionamento cerebral podemos aprender como promover mudanças importantes na nossa forma de ser e agir, abrindo espaço para a substituição de comportamentos viciosos por comportamentos virtuosos. Estas importantes mudanças comportamentais impactam diretamente na produtividade.

STRESS: A GRANADA SEM PINO NAS EMPRESAS

O stress é um quadro fisiológico que tem consequências desastrosas na produtividade e criatividade. A explicação para isso está no entendimento dos mecanismos adaptativos cerebrais frente a uma situação de stress. O entendimento deste processo irá capacitar as pessoas a combaterem os efeitos nocivos do stress na sua qualidade de vida.

APRENDENDO A APRENDER

Uma das aplicações mais interessantes da Neurociência é o estudo do processo de aquisição de conhecimento e mudança de comportamento. Nesta palestra são abordados os mecanismos de aprendizagem e a aplicação desse conhecimento no cotidiano das empresas para o desenvolvimento de pessoas auxiliando no enfrentamento do desafio de levar pessoas ao máximo da sua potência.

O PODER DA CELEBRAÇÃO PARA O SEU CÉREBRO!

Nosso produto pretende criar e estruturar uma cultura de celebração. Enfatizar a importância de celebrarmos nossas conquistas e sair do piloto automático, realizando os devidos fechamentos dos projetos, atribuindo um maior nível de pertencimento das pessoas aos resultados. Enxergar e perceber o quanto de valor foi agregado a partir da participação do indivíduo, eliminando possíveis frustrações ou sentimento de perda e vazio, criando um círculo virtuoso. O hábito de celebrar é fundamental para o funcionamento do cérebro para recarregar as energias e estimular a busca por novas conquistas.

GESTÃO EMOCIONAL

Como objetivo, a palestra aborda o conceito de jornada emocional para demonstrar como as vivências dos indivíduos interferem diretamente na sua tomada de decisão e o significativo papel que o sistema cerebral envolvido com a leitura das emoções possui. O principal objetivo é aumentar o repertório dos líderes e estimular a aplicação destes conhecimentos possibilitando maior entendimento sobre os desafios da gestão, para a quebra de objeções e produzir influência para a construção de times de alta performance.

EQUIDADE DE GÊNERO

Palestra: Perfume de Mulher – o que as empresas precisam saber sobre a questão de gênero

Há um senso comum de que homens e mulheres têm características específicas de comportamento e que estas diferenças têm um fundo biológico muito mais potente do que as diferenças culturais facilmente perceptíveis. Essas crenças endossam muitas decisões no dia-a-dia da sociedade e, em especial, nas relações de trabalho. Nos últimos 20 anos, alguns resultados obtidos a partir de pesquisas neurocientíficas foram usados para endossar estas diferenças já que foram encontradas áreas e funções cerebrais diferentes nos dois gêneros. Porém, a interpretação destes dados pode ser completamente diferente se considerarmos que o cérebro é suficientemente plástico para se adaptar ao ambiente e se modificar de acordo com as pressões sociais e culturais que se apresentam.

Assim, com base nestes dados, a palestra irá discutir como as diferenças de gênero são consideradas e trabalhadas dentro da nossa sociedade com especial ênfase a esta dinâmica dentro das corporações. A discussão procurará mostrar que as competências socioemocionais que, geralmente, são bem desenvolvidas em mulheres têm um impacto muito positivo no desenvolvimento de iniciativas colaborativas e que isso pode se tornar um ativo de grande importância dado o incremento produtivo que isso pode significar.

Para promovermos a diversidade nas empresas, precisamos criar o ambiente adequado para que as diferenças sejam compreendidas e depois aceitas.

A resistência para essa aceitação está na tendência inconsciente de rejeitar o diferente e qualificá-lo segundo conceitos pré determinados.

O principal enfoque da palestra será na discussão que podemos fazer sobre como a forma como pensamos e analisamos o comportamento de homens e mulheres produz resultados enviesados e cria tendências que podem prejudicar a relação de uma empresa com seus clientes e impactar negativamente nos resultados e na produtividade.

O trabalho para diminuir o impacto desses vieses inconscientes está baseado na compreensão de como essas visões são construídas a partir das experiências e vivências culturais de cada um de nós. Estruturando essa discussão nos conhecimentos da neurociência sobre o desenvolvimento cerebral podemos reforçar que está no conjunto de crenças de cada um de nós a potência para o desenvolvimento de equipes com alto grau de diversidade.

VENDAS: “Neurociência e Gestão Emocional”

“Neurociência e Gestão Emocional – entendendo a jornada das emoções”.

O objetivo da palestra é fazer com que os participantes tenham contato com os conceitos mais importantes sobre Neurociência e Gestão Emocional e que possam utilizar estes conhecimentos nas estações de trabalho conscientes sobre os impactos positivos e negativos de seus comportamentos e desta forma tornando-os mais assertivos.

O conceito de jornada emocional demonstrará como as vivências dos indivíduos interferem diretamente na sua tomada de decisão e o significativo papel que o sistema cerebral envolvido com a leitura das emoções possui. A proposta é aumentar o repertório dos líderes e estimular a aplicação destes conhecimentos possibilitando maior entendimento sobre os desafios da gestão, para a quebra de objeções e produzir influência para a construção de um hábito prescritivo.

O tema está diretamente relacionado ao crescente interesse que a neurociência e suas aplicações no treinamento de forças comerciais vêm despertando no Brasil. Já temos diferentes empresas que propõem analisar embalagens, peças publicitárias, displays de varejo através de técnicas que avaliam as reações cerebrais dos indivíduos frente a eles. Porém, apesar destas técnicas serem amplamente discutidas como objetivo desta proposta, o trabalho a ser desenvolvido na palestra não está relacionado a vender aplicações de “neuromarketing”, mas sim apresentar com clareza os prós e contras das técnicas empregadas e esclarecer sobre o que já temos disponível no Brasil.

VÍCIOS E VIRTUDES

Serão usados como tema os vícios tecnológicos (internet, chats, redes sociais, games) que transformam nosso cotidiano há 20 anos, como exemplo de vício considerado “ameno”, inofensivo mas que cada vez mais ocupa mais espaço na rotina dos indivíduos, subtraindo suas horas de trabalho e atenção focada. Apresentar outros vícios tidos como perniciosos (comida, tabaco, álcool, drogas) mostrando ao indivíduo que o cérebro seleciona comportamentos que são sinalizados a ele como fonte de obtenção de prazer e que temos, por esta razão, uma tendência inconsciente de repeti-los. Assim, nossos vícios passam a ser a expressão de nossos comportamentos, como se tivéssemos nascido com eles e tivéssemos que mantê-los para sempre como marcas de nossa personalidade.

O estudo do funcionamento cerebral nos mostra que a plasticidade cerebral permite mudanças importantes, bem profundas na nossa forma de ser e agir, abrindo espaço para a substituição de comportamentos viciosos por comportamentos virtuosos.

Fazer uma análise do peso dos ciclos viciosos e dos ciclos virtuosos do cotidiano de cada um, em especial em sua rotina de trabalho diário, e colaborar com as pessoas para desenvolverem mais controle sobre essa dinâmica entre vícios e virtudes. Entendemos como comportamentos virtuosos, as atitudes que tomamos objetivando ganhos futuros e não somente ganhos imediatos.

As pessoas podem e devem escolher ciclos virtuosos em oposição a ciclos viciosos para obter resultados como largar o cigarro, emagrecer, cumprir prazos ou mesmo ser mais empático. Para demonstrar isso, vamos mostrar, de forma acessível a todos, que em nosso cérebro os mecanismos que favorecem a escolha pelos vícios precisam de oposição consciente forte para que possam ser substituídos por comportamentos virtuosos. A melhor forma de lidar com esta dinâmica entre vícios e virtudes é promover o autoconhecimento e aumentar nossa resistência a frustrações.

O foco principal dessa atividade é revelar os mecanismos que promovem a construção de hábitos e dar algumas ferramentas para implementação desses hábitos como alimentação saudável, exercícios físicos e higiene de sono.

VIESES INCONSCIENTES

O tema vieses inconscientes tem grande abrangência e pode transpor as questões de gênero e avançar sobre todas as frentes da tomada de decisão. É de grande importância que os conhecimentos recentes sobre o funcionamento cerebral possam ser transportados e aplicados no cotidiano de uma empresa. São muitas as situações em que comportamentos automáticos tomam a frente em questões de extrema importância e as decisões tomadas sejam fruto de um processamento com grande peso emocional mesmo quando as pessoas acreditam estar sendo especialmente racionais.

PALESTRAS CUSTOMIZADAS

Lance seu desafio para a neurocientista. Qualquer demanda de palestra para o seu evento corporativo merece o olhar diferenciado de quem conhece o funcionamento do cérebro humano. Apresente sua necessidade e veja a abordagem que pode ser dada a partir das evidências neurocientíficas.